Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Som do Rock

Ao Som da boa música desde 2010

Som do Rock

Ao Som da boa música desde 2010

HeadBangers Rádio Online

A Zeno.FM Station

MORTAL INFINITY apresentam "Misanthropic Collapse"

23.04.19 | PABT

No meio do colapso!
Rápido, desagradável e direto - esse é o implacável som dos MORTAL INFINITY

Com um THRASH METAL pesado, que não é moderno demais e fabulosamente grooving, se destaca no novo e terceiro álbum em todo seu intenso esplendor, proclamado pelo excepcional vocalista Marc Doblinger.

Em 16 de abril, o MORTAL INFINITY apresentou seu novo vídeo oficial da música "Misanthropic Collapse".
 
Vídeo oficial 'Misanthropic Collapse'

O novo single "Misanthropic Collapse" está disponível em todos os serviços de streaming. A música é do terceiro álbum "In Cold Blood", que será lançado em setembro de 2019.

O video foi produzido pela Schrankenstein Media. A própria banda bávara apresenta o pano de fundo temático para "Colapso Misanthropic" da seguinte forma:

"Onde o ódio apaixonado e íntimo do eu se agita, o impulso de autodestruição que se enfurece em alguns seres pode ter diferentes razões para cada pessoa. O resultado é sempre o mesmo: se alguém se declara um inimigo, muitas vezes só tem fugir do ambiente, longe da sociedade, dos valores e da moral e em um mundo paralelo auto-criado, sombrio e triste. Como a janela salvadora se fecha lentamente do eterno negro e ameaça entrar em colapso, a batalha se enfurece, com os seus demônios interiores ".
INFINITY MORTAL definitivamente se destaca da massa de Thrashers de hoje com "In Cold Blood" - e eles fazem isso sem sobresaltos. Afinal, quem tem um coração tão grande para o underground e a rebelião original deste ramo musical também pode fazer muito com isso.
 
▶ Lançamento oficial de "In Cold Blood": 06 de setembro de 2019 ◀

 
BANDA:
Marc Doblinger • Vocais
Sebastian Unrath • Guitarra
Sebastian Brunner • Guitarra
Alex Glaser • Baixo
Adrian Müller • Bateria


Fundada em 2009, a MORTAL INFINITY passou por um processo de amadurecimento igualmente constante e interessante, no qual a banda incorporou elementos da última década do Thrash antes da passagem do milênio.

E o fato de que as influências de Metal Extremo diversificadas e atualizadas podem desabafar sem restrições confere à dinâmica eficiente das cinco peças uma nota notavelmente irregular.

Uma das outras especialidades do MORTAL INFINITY são melodias bem dosadas, habilidosamente sofisticadas, que podem fazer com que o verdadeiro gênero saia de algumas faixas através da atração que é alcançada. (Markus Eck)
 
Discografia:
2010 Eternal War (EP)
2012 District Destruction (Full-length)
2015 Final Death Denied (Full-length)
2019 In Cold Blood (Full-length)


© 2019 • METALMESSAGE















ADAMASTOR

11.04.19 | PABT

THE KAN artista pioneiro em Portugal a fundir METAL com géneros electrónicos como o Hard Drum and Bass, Dubstep, Deathstep, Breakore, Industrial criando por vezes atmosferas orquestrais.

Em Fevereiro THE KAN lançou o seu primeiro tema em Português com o titulo ADAMASTOR.

Um tema de proporções épicas, muito bem conseguido e de fácil audição.

[soundcloud url="https://api.soundcloud.com/tracks/530241555" params="color=#ff5500&auto_play=false&hide_related=false&show_comments=true&show_user=true&show_reposts=false&show_teaser=true" width="100%" height="166" iframe="true" /]

Apresentação do LP - O Bom, o Mau e o Azevedo

10.04.19 | PABT

Datas de apresentação do LP de estreia de O Bom, o Mau e o Azevedo

Este fim de semana o bando de foras-da-lei mais procurado vai andar em cavalgadas de Norte a Sul de Portugal, com datas no Porto (Maus hábitos), Lisboa (Damas) e Coimbra (Pinga Amor), a apresentar o seu disco de estreia homónimo, um must para fãs de Dick Dale, Ennio Morricone e Johnny Cash, uma ode aos western spaghettisgarage rock e Mojitos numa praia no México depois de uma fuga atribulada ás autoridades. A não perder!

PORTO @ MAUS HÁBITOSLISBOA @ DAMASCOIMBRA @ PINGA AMOR

Dormanth, apresentam "Sea Of Trees"

06.04.19 | PABT

Dormanth, a banda de Death Metal melódica espanhola, apresenta "Sea Of Trees" o primeiro avanço de seu novo EP "Abyss" a ser lançado em maio através da Base Record Production.

As letras de "Sea Of Trees" são inspiradas na montanha Aokigahara (Japão), também chamada de Floresta dos Suicidas.

A ideia da gravação veio quando Dormanth estava terminando o "Vale da Tristeza Tour 2018" em que fizeram uma revisão de sua carreira que começou em 1993 … a banda estava trabalhando muito bem no palco e era o momento certo para escrever novas músicas com a formação da turnê.

"Abyss" contém 4 novas músicas + outro e 2 faixas re-gravadas. "Abyss" foi gravado no Sinergia Studios e K-215 Studios, o trabalho artístico da capa foi feito pela The Blind Gallery (Vhäldemar, Robert Rodrigo, Coffeinne …)

Dormanth "Sea Of Trees" (vídeo Lyric)

facebook.com/dormanthoficial
instagram.com/dormanth
twitter.com/dormanthband

Info: Izkar Promo


Laurus Nobilis coloca à venda os passes diários

06.04.19 | PABT

A pouco mais de três meses do inicio do festival Laurus Nobilis Music Famalicão 2019 que este ano se realizará de 25 a 28 de Julho, a organização distribui o cartaz por dias. Tendo já a venda os passes diários que têm o valor de 30€ sendo que o passe geral ainda se encontra a 45€ (promoção limitada) pois nos dias do evento o passe geral custará 60€.

A organização informa também que o campismo/caravanismo, que continua a ser gratuito, abre portas logo no dia 22, equipado com os indispensáveis WC, Chuveiros, um pequeno mercado e uma tenda de apoio com pequenos-almoços e lanches. Nesta edição a organização conseguiu encontrar um espaço generoso (cerca de 1.000 tendas) a 200m do palco principal recheado de sombra e relva a fim de os festivaleiros se sentirem mais cómodos e não terem que montar as tendas directamente ao sol pois na altura do festival, o verão vai bem alto e quente. São condições necessárias que a organização aposta para que os festivaleiros, que marcarão presença no festival, possam usufruir de uma boa estadia e das potencialidades da região, destacando-se desde logo a parte gastronómica e as visitas à actividade cultural famalicense.

Ordem do cartaz por dias, onde as bandas serão distribuídas por três palcos, um de entrada com bilhete e dois de entrada gratuita, sendo que 70% do evento é de entrada livre. Além dos dois palcos, a praça da restauração, o espaço do merchandising, o campismo/caravanismo e este ano um espaço para actividades lúdicas com vários artistas e associações locais.

Dia 25: LYFORDEATH - HUMANART - SOLDIER (Espanha) – WAKO - CONTRADICTION (Alemanha) - DJs.
Dia 26: SECOND LASH - WRATH SINS - HOCHIMINH - PESTE E SIDA - MISS LAVA - ENTOMBED A.D. (Suécia)  - FLESHGOD APOCALIPSE (Itália) – DJs
Dia 27: PRIMAL ATTACK- TALES FOR THE UNSPOKEN – GWYDION – SOLLAR - SINISTRO - CREMATORY (Alemanha) – SAMAEL (Suíça) – DJ ANTÓNIO FREITAS (Antena3)
Dia 28: TOXIKULL - GRIMLET - SIMBIOSE - ANALEPSY – SOILWORK (Suécia) - HYPOCRISY (Suécia) - DJs

Serão ao todo 25 bandas sendo 8 delas internacionais de diversos países, além da actividade do Palco Faz a Tua Cena na parte de entrada livre do recinto que está destinada a projectos culturais de várias vertentes (Pintura, Poesia, Teatro, Dança, Musica, etc...) e que por lá passarão cerca de 40 artistas apresentando os seus trabalhos.

SÓ FALTAS TU!!!!!!!!!!!!

Crestfallen Queen lançam álbum "Queen of Swords" a 25 de Maio

04.04.19 | PABT

Crestfallen Queen veio de Stuttgart, na Alemanha, mas poderia muito bem ter nascido em qualquer lugar na neblina nebulosa dos anos setenta.

O quinteto foi formado em 2016 tocando sua marca de rock progressivo enegrecido. Os riffs carregados de desgraça são apoiados por ritmos metálicos galopantes e perseguidos por sintetizadores misteriosos que são então completados por uma voz majestosa que se esconde algures entre este mundo e o seguinte. Após o lançamento de seu cassete demo completamente analógico gravado, produzido e rapidamente esgotado, “No More Let Life Divide What Death Can Join Together” (lançado em fevereiro de 2018), o álbum de estreia “Queen of Swords” apresenta uma alma pouco amorosa e pouco convencional de Crestfallen Queen no comprimento total.

"Queen of Swords" é cheia de paixão e devoção, o que é impressionantemente sublinhado pela arte da capa desenhada à mão do artista peruano José Gabriel Alegría Sabogal. Inspirado pela filosofia e mitologia antigas, o trabalho épico conta as histórias há muito esquecidas de heroínas caídas e sua luta contra a perda, medos, drogas, abismos humanos, auto-capacitação, amor, vida e morte. Com "Rainha de Espadas", a história se transforma em "Herstory" e revela paralelos assustadores com as realidades da vida de nosso tempo.

Crestfallen Queen não deve ser tomada de ânimo leve. A duração não convencional das músicas falam por si mesmas onde a música é desafiadora e emocionante, muito parecida com a própria vida. Qualquer um que tenha visto a banda ao vivo pode sentir a franqueza dessa declaração. A membrana agridoce entre a dor e o ecstasy. Arrepios correndo pelas suas costas ao som dos gritos infernais alternando com uma ternura de sereia. Fúria. Beleza. Morte. Vida. A redescoberta das emoções diárias reprimidas. Boa. Mal. Alfa e Ômega. Tudo é um. Um é tudo. Solve et Coagula. Derrote e triunfe. Levante e caia. A relação dialética do homem sendo jogado no melhor de todos os mundos. Nós caímos e nos levantamos novamente. Esta é a Rainha Crista - a Rainha das Espadas. Um catalisador. Uma poetisa. Aquele que desmascara. Convidando-nos para o conhecimento do nosso tempo limitado nesta terra e para encontrar um e outros com sinceridade.

Alinhameno:
K: Guitarra
Um: bateria
E: voz e chaves
G: Guitarra
H: baixo

País: Alemanha
Gênero: Prog Doom Rock

Links:
https://www.instagram.com/crestfallenqueen/

https://crestfallenqueen.bandcamp.com/releases

Info: Against PR





Progeny of Sun lançam o EP "Progeny of Sun"

04.04.19 | PABT

Lançamento: Progeny of Sun - Progeny of Sun (EP)
Formato: Digital
Data de lançamento: 22 de março de 2019
Gravadora: Registros Inversos
Gênero: Death Metal Melódico
País: Finlândia

Progeny of Sun é um death metal melódico finlandês de Seinäjoki / Helsinki. A banda tem dois membros permanentes Jaakko Hautamäki - (instrumentos / mixagem) e Niko Aromaa (vocal). A banda foi formada em 2017 e hoje eles lançaram o primeiro single "Futile Conversion" do próximo EP auto-intitulado que será lançado em 22 de março de 2019 pela Inverse Records.

A banda está atualmente a trabalhar no seu primeiro álbum completo e haverá membros da sessão em estúdio.
 
A idéia da descendência de Sun por trás da banda é a liberdade de expressão, a liberdade das religiões, sendo diferente em massas de ondas populares. É preciso opiniões fortes contra as principais religiões, líderes do mundo e também se aprofunda no mundo do estado mental dos seres humanos.
 
Progênie do próprio Sol significa as pessoas que nascem sob o mesmo sol, seguindo os vários deuses do sol. Negar a autodeterminação na esperança de ser salvo pelos milagres e ser controlado, navegado e dominado pela riqueza das maiores empresas do mundo.
 
Progênie do Sol é a voz.
A voz daqueles que negam ser uma ovelha.

Track List:

  1. Fable God is Dead
  2. Futile Conversion
  3. Birthright Obligation
  4. Darkest Corners of Black
  5. Natural Leaders
  6. End of Zen

Line-up:
Jaakko Hautamäki - (all instruments/mixing)
Niko Aromaa (vocals)

Links:
https://www.facebook.com/Progenyofsun
https://www.instagram.com/progenyofsun
https://soundcloud.com/progenyofsun
https://spoti.fi/2WaIMRY

Review Children of Bodom “Hexed”

02.04.19 | PABT

Banda: Childrenof Bodom

Título: “Hexed”

Editora: Nuclear Blast

Data de Lançamento: 08.Março.2019

Formados em 1993 pelo guitarrista e vocalista Alexi Laiho epelo baterista Jaska Raatikainen apenas em 1997 é que passaram a chamar-seChildrenofBodom, estando na origem do nome o assassinato de três jovens duranteuma madrugada em 1960 nas margens do lago Bodomna Finlândia em Espoo, cidadenatal dos integrantes da banda.

As músicas dão o que pretendemos num bom death metalmelódico, batidas rápidas, energia no máximo e vocais furiosos. “This Road” iniciacom batida bem cativante com riffs bem demarcados e foi um dos singles deapresentação deste álbum já a anunciar um trabalho fantástico desta banda.Outro que também teve single de apresentação foi “Undergrass and clover” numaabertura fenomenal e cativante com uma sonoridade bastante melódica e com abateria em batida frenética. Seguimos com “Glass Houses” em que continua omesmo ritmo sempre com a energia no máximo “Hecate’s Nightmare” tem umaintrodução melódica com ritmo mais calmo a voz de Alexicontinua a sair da almanum tom que não chega a ser gutural em demasia, apenas no tom certo com letrasbem construídas.

“Kick in a Spleen” tem descarga energética no máximo combateria em pleno blast beats comguitarra bem metida e dedilhada á velocidade luz assim como “Platitudes andBarren Words” e mesmo na faixa seguinte e que dá nome ao álbum a descarga deenergia é igual.

Este álbum adoptou uma abordagem mais conservadora em termosde ritmo com alguma música mais lenta aqui e ali, numa estratégia que faz partemesmo em álbuns anteriores da banda tornando-se assim mais interessante ecativante. Saliento “Say Never Look Back” e “Soon departed”.

A última faixa do álbum “Knuckleduster” é uma reedição dafaixa dois do EP “Trashed, LostandStrungout” de 2004 e foi uma surpresa, pois foium dos trabalhos da banda menos divulgado e foi a altura certa para lhe daralgum fulgor misturando-a na perfeição com o restante deste “Hexed”.

Alexi e a sua banda sempre foram excelentes músicos, temos emabundancia solos de guitarras com complexos riffs e musicas como“UnderGlassandClover” mostram aquelas melodias cativantes que não sãoreciclagem de trabalhos anteriores. Trabalho sólido com um excelente death metalmelódico acessível em todas as secções certas. Um must have na colecção!

Pontuação: 9,5/10Por: Paula Pedroso

Parceria Hintf WebZine

AFTERMATH • Technical Progressive Thrash Metal (USA) com novo álbum "There Is Something Wrong"

01.04.19 | PABT

Os AFTERMATH de Chicago são uma das bandas pioneiras do Thrash Metal dos anos 80: uma banda que se transformou em uma das mais técnicas bandas de Thrash Metal de seu álbum de estréia aclamado pela crítica, "Eyes Of Tomorrow".

Seu novo álbum "There Is Something Wrong" é uma obra de 11 músicas do THRASH METAL PROGRESSIVE TÉCNICO.

▶ Lançamento oficial: 15 de fevereiro de 2019 ◀

TRACKS:

  1. Can You Feel It? 00:45
  2. False Flag Flying 05:59
  3. Diethanasia 02:47
  4. Scientists And Priest 05:33
  5. Smash Reset Control 03:28
  6. Gaslight 04:53
  7. A Handful Of Dynamite 02:25
  8. Temptation Overthrown 03:34
  9. Pseudocide 06:53
  10. There Is Something Wrong 06:38
  11. Expulsion 04:23

total: 47:18 min.
15 Fevereiro 2019:
Digital release - Zoid Entertainment - InGrooves/The Label Group
US CD release - Zoid Entertainment - The Label Group

15 de março de 2019:
Lançamento europeu oficial -
Cavaleiro Sleaszy / Zoid Entertainment

AFTERMATH • 2019
LINE-UP:
Kyriakos 'Charlie' Tsiolis • Vocals
Steve Sacco • Guitar
George Nektarios Lagis • Bass
Ray Schmidt • Drums

Um álbum conceitual no sentido mais verdadeiro da palavra, o álbum apresenta uma mistura de Thrash crossover old-school e metal técnico / progressivo, e é um comentário sobre o que está de errado no mundo hoje.

Um chamamento ás massas para acordarem e conhecerem o verdadeiro inimigo. A música é urgente e as letras desafiam o ouvinte a procurar a verdade. Num mundo de uniformidade monótona, AFTERMATH se destaca sozinho.
 
Vídeo oficial da música 'Diethanasia'

DISCOGRAFIA:
1994 Eyes Of Tomorrow (Full-length)
2011 25 Years of Chaos (Boxed set)
2015 Killing The Future (Re-release of 1987 demo)
2019 There Is Something Wrong (Full-length)

Info:
METALMESSAGE
P.O. Box 11 12
D-86912 Kaufering
Germany














Apoios Som do Rock